Para a polícia, assassinato de Kimberly Mota está elucidado

0
124

WhatsApp Image 2020 05 19 at 18.26.13 1024x576 1Manaus – A Polícia Civil do Amazonas acredita que o assassinato de Kimberly Mota, 22, está elucidado. Delegada responsável pelo caso pediu a conversão da prisão temporária para preventiva. Até quinta-feira (21), todas as testemunhas serão ouvidas.

Rafael Fernandes, 31, confessou ter matado a facadas a ex-namorada e atual Miss Manicoré, Kimberly, na madrugada da última segunda-feira (11), dentro do seu apartamento. A modelo apresentava marcas de três facadas, duas no pescoço e uma no abdômen.

Segundo a delegada Zandra Ribeiro, adjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), nesta terça-feira, a mãe da Kimberly, que mora em Manicoré, foi ouvida pela delegada e relatou que a filha contava que o Rafael era muito ciumento.

“Nós ainda temos alguns depoimentos para serem tomados, acredito que a fase de depoimentos deve acabar amanhã (20), no máximo na quinta-feira (21). Já foi solicitado à Justiça do Amazonas, a conversão da prisão temporária de Rafael para preventiva, para que ele aguarde preso. Estamos aguardando os laudos, tanto de necropsia como de local de crime.

Após o recebimento dos dois laudos e finalização dos depoimentos, a delegada irá encaminhar relatar o caso para ser encaminhado à Justiça.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, Rafael Fernandes, está isolado dos outros presos, durante 15 dias. Ele também irá fazer o exame para testagem da Covid-19, para saber se está infectado. Ainda segundo a delegada, Rafael será indiciado por homicídio qualificado.

“O Rafael responderá por homicídio qualificado, nós ainda não analisamos todas as qualificadoras que ele responderá, mas com certeza será homicídio qualificado”, explicou Zandra.

Deixe uma resposta