Ocorrência de maus-tratos contra animais no Lago do Canaçari em Itacoatiara

0
1138

Um produtor rural vem passando por uma situação desumana contra seu rebanho no Lago do Canaçari, Comunidade do Flamengo, no Município de Itacoatiara.

De acordo com familiares do pecuarista, identificado como Antônio Pena, o mesmo tem uma criação de gado, da espécie Búfalo, em que todos os dias tocam os animais para comerem na sua propriedade, porém uma situação conturbadora vem causando transtornos ao proprietário. Relatos que seus vizinhos, não identificados, estão, segundo os familiares, maltratando os bovinos, uma vez que ao se alimentarem, alguns tomam outros rumos e adentram em outras propriedades, sendo maltratados.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Conforme destacado, alguns dos animais tem suas partes cortadas e até mesmo já foram atingidos por balas, um crime contra os animais indefesos, ato desumano e revoltante que, diante os fatos, os familiares estão acionando as autoridades para tomarem as medidas cabíveis, uma vez que o proprietário dos bovinos já foi avisado que diante reincidência, irão cortá-los novamente.

Conforme relatado, o responsável por tocar os bovinos sempre fica atento para que os animais não passem para outros terrenos que, mesmo assim, não justifica a crueldade aos animais, pois são mansos e não apresentam qualquer ameaça aos humanos.

De acordo com o Antônio, um diálogo resolveria a situação, uma vez que alertados poderiam retirar os animais das propriedades particulares, sem precisar causar tal crueldade ao rebanho.

De acordo com o artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais, de número 9.605/98, a pena para quem comete maus-tratos contra animais é de três meses a um ano de detenção.

O pecuarista registrou o Boletim de Ocorrência e acionará a secretaria de meio ambiente que irá averiguar a ocorrência.

Fotos e Vídeos: Divulgação Familiares.
Da redação Leonardo Biase Portal ITA LCJ.

Deixe uma resposta